Fundadora & Diretora

ELI CORDEIRO

Nasci Elizandra Cordeiro Diniz, filha de pais paranaenses, nasci em Campo Mourão uma cidade do noroeste do Paraná. Meus avós maternos moravam nesta cidade quando de meu nascimento e minha mãe foi para lá quando chegou a hora de eu nascer. 

Nasci a horas da lua cheia de touro, no dia 12 de maio de 1976. A filha mais velha dos filhos mais velhos de ambas as famílias, a neta mais velha por parte de mãe.

Todo o meu trabalho é norteado por uma vontade profunda de bem viver, de estar bem, de desfrutar a existência, de fazer a diferença aqui.

Minha intenção jamais foi ou é iluminar-me, ascensionar, e sim servir a mim e aos demais. Desde muito cedo percebia as pessoas, percebia suas dores e conflitos, a roupa, a aparência para mim eram bem menos importantes.

E, com esta facilidade de conectar-me aos demais, comecei também prematuramente, a desequilibrar-me emocionalmente a princípio, e, depois fisicamente.

Foram muitas situações envolvendo repentinas mudanças em minha saúde, infecções, órgãos com problemas graves em questão de horas. Alguns foram necessários retirar.

Para mim, era difícil viver este estar bem e acordar com dores agudas, hospitais e mais uma cirurgia. Resolvi trilhar outro caminho quando em 2010 fiz duas cirurgias de emergência em menos de 3 meses.

Passei a seguir meu coração, mesmo a mente me dizendo, é loucura.

Comecei estudando apometria em Higienópolis, em 2009 com os primeiros amigos enviados pela vida. Depois, Terapia de Vidas Passadas e Captação Psíquica com outro grande amigo, Jose Godinho, em 2011.

Em 2012 fiz minha primeira viagem de vivências, para Monte Shasta - California - em busca de minha linhagem. Estudava nesta época percepção extra sensorial com uma sensitiva chilena, Guisela Espinoza. Ao voltar, fui estudar com Jean Ives Leloup o silêncio", em um retiro no Rio de Janeiro. Em 2013, fui para França, Bélgica, Espanha e Portugal seguir passos por um grande ser, ao meu coração, antes percorrido.

Em 2014, fui ao Chile, conhecer de perto os Mapuches. Em 2016, fui para o Egito e Israel, em busca de um pouco mais de mim e minha história. E em 2017, fui para a Itália seguir caminho de outros em mim.

E tem sido assim, atendendo a outros em mim, reconciliando o antes com o agora, o que foi com o como está, pavimentando o porvir.

Desde o início desta caminhada, busquei saídas para antigas questões. Com o passar do tempo foram aparecendo pessoas, estas trouxeram de si, e juntos,  de construção em construção, passo a passo nasceu o IES - Ser e Consciência, em 2014.

A educação da sensitividade possibilitou-me saber o que é meu e o que não é, permitiu-me ver, perceber, localizar muito mais do que eu considerava a Vida, o viver aqui, auxiliou-me a integrar em mim possibilidades desvinculadas ao agora cujo justo anseio permeava o meu existir aqui. 

 

Hoje, sinto-me bem, administro melhor os estímulos vindos de outros níveis do Ser cuja expressão também participo. Sinto-me infinitamente grata a Vida, a Deus e a todos que partilham o caminho comigo, muitos vem, alguns ficam dias, outros semanas, outros ainda vários meses e alguns poucos amigos do coração, anos.

No IES - Ser e Consciência, somos uma grande família em busca de nós, de outras expressões as quais possamos servir e de algum modo auxiliar.

E, se me perguntam, se ver a Vida assim tão grande gera problemas, respondo, Não! Traz a certeza da impermanência existencial, a facilidade de soltar vínculos e profunda vontade de servir a si e aos demais.

O mundo está sequioso de silêncio!

Terapeuta Educadora Sensitiva

ANDREA GONÇALA

Sou Andrea, Professora de Matemática atuante na rede pública de ensino e Terapeuta Educadora Sensitiva, formada pelo IES, onde estudo e trabalho. 

A minha natureza sempre me dizia que algo mais existia entre a terra, o céu, a água e o ar. Sabia usar a energia das mãos associado com cristais, em amigos, parentes, e em meu próprio benefício. As minhas emoções, eu expressava através de desenhos, pinturas e outras artes manuais, sem contar a timidez, que tanto me tolhia.

 Cheguei ao IES - Ser e Consciência em 2012 para estudar apometria. Fui recebida pela Elizandra Cordeiro, uma jovem Estrela Guia, que me recebeu com um forte abraço e me disse: “Que bom que você veio”. Parceria que já me conhecia.

Lá, encontrei amigos com a mesma vontade em perceber a vida mais ampla do que a expressávamos. Compreender, também, que a mesma conecta-se com toda a nossa história de alma, nossas relações com o meio, os demais. E melhor ainda, que poderíamos acessar essas histórias, com objetivos de pacificar aspectos de nossa consciência, permitindo fluidez em nossa jornada, nos reconhecendo com Filhos de Deus, através da Técnica Terapêutica Integrativa de Consciência, a Captação Psíquica.

Pois, bem! Dado algum tempo, eu já estava captando. Cuidávamos uns dos outros em um espaço de apenas de um cômodo.

Fui ganhando força com essa experiência, sem ao menos imaginar que tudo o que conseguia expressar estava presente em minha alma.

A cada trabalho realizado, minha alma sorria, apesar de toda a dificuldade que eu trazia. Minhas relações melhoraram, e aos poucos fui me conhecendo e me empoderando de habilidades que jamais sabia que existia em mim.

Naquela época existiam dois grupos de estudo e mais tarde, ousadamente, pedi a Eli para estar junto do grupo da noite, para ajudar a atender ao público. E, com sua autorização, lá estava eu; começando a superar a timidez e ser mais proativa.

O IES começa a ganhar novas proporções, mudamos para uma casa de aproximadamente 300 m2. Imprimi, junto aos meus amigos, força de trabalho para organiza-la e deixá-la em ordem para continuarmos oferendo nossos cuidados para um contingente maior de pessoas com mais conforto para todos. 

Quando inesperadamente, recebo o convite para fazer a ancoragem da casa  manifestando o acolhimento, a empatia e a força de enraizamento de Pacha Mama para amparar o trabalho. A essa altura, honra e gratidão eram imensas dentro de mim, tinha até dificuldade de expressá-la.

Passado algum tempo, eis que recebemos a grande visita de Eurípedes Barsanulfo nos oferecendo amparo e parceria gerenciado por ele, onde a partir desse momento,  desenvolveríamos um trabalho genuíno, divido por sets, que ofereceríamos aos nossos atendidos cuidados terapêuticos mais amplos e profundos além da Captação Psíquica. 

Então, aliados de outras esferas, foram se aproximando para nos auxiliar nessa nova empreitada os Xamãs e os Curandeiros na Desintoxicação e Reestruturação Áurica; os Vegalianos no set de Desmagnetização Áurica; os Franciscanos e a Fraternidade de Maria na sala de Captação Psíquica, a Fraternidade Branca na Harmonização Áurica, e os Centauros fazendo a proteção mais densa de nossa casa de trabalho.

Concomitantemente, a Eli desenvolvia cursos de aprimoramento no IES. Estudar se fazia necessário para ajudar estruturar e ancorar o novo projeto. Fui convidada a fazer os cursos oferecidos pela casa, com objetivo de me aprimorar e enfrentar meus desafios pessoais.

Comecei com o curso de Percepções Para Uma Nova Era. Em meio ao meu trabalho terapêutico e participação no Projeto Social, fiz também, o curso Técnicas Terapêuticas Integrativas de Consciência que foi um grande divisor de águas, pois a raiva se revelou dentro de mim com uma potência enorme a ponto de eu não saber controlar. 

Mas, e agora, o que fazer com isso? A resposta se apresentou com o tempo, quando fiz o curso de Desdobramento Consciente e Técnicas Terapêuticas Integrativas de Consciência – Cura. Descobri junto à terapia que meu trabalho de alma era resgatar consciências que pedem socorro, presas em sua própria escuridão e trazê-las para a luz existente em si.

Uso esse potencial como ferramenta de trabalho, associado a determinação, estudos, experiências de trabalho desenvolvida no Projeto Social, trabalhos em consultório  como captadora com a Eli Cordeiro (IES MATRIZ) e a Maria Carolina Figueiredo (IES AVARÉ), que me permite buscar seres, até onde minhas forças me permitirem chegar, para buscar Filhos de Deus, que em algum momento de sua jornada evolutiva, cindiram.

Hoje, com a necessidade de expandir nosso trabalho para o mundo, estamos em uma casa maior, onde nos encontramos com os Lemurianos. O trabalho ganhou um novo sentido,   grandes almas se aproximam e, após algum tempo de cuidado, com a consciência mais desperta, em contato com potenciais a muito tempo esquecidos ou até mesmo inovadores, gerenciam suas vidas de forma mais plena, Co-Criando.

Alguns continuam conosco, como alunos, outros se tornam trabalhadores, professores, terapeutas e abrem novas unidades do IES. Eu sou fruto dessa Casa e, manifesto, imensa gratidão a todos os amigos e atendidos que me deram a honra de partilharmos juntos a trilha  de volta para si, que nos aproxima cada vez mais da Fonte.

Assim é e assim será, para todo sempre! Amém!

Terapias que o Ser e Consciência - Matriz, oferece:

Rua Estrela do Indaiá, 99

Tremembé, São Paulo, SP

 

WhatsApp: (11) 99213 - 5599

(11) 96643 - 6551

contato@institutosereconsciencia.com.br

  • Instagram - Black Circle
  • Black Facebook Icon

Rua Estrela do Indaiá, 99

Tremembé, São Paulo, SP

WhatsApp: (11) 99213 - 5599

(11) 96643 - 6551

contato@institutosereconsciencia.com.br